Abril desesperado!!

Quando chega o mês de abril, chega também meu desespero. Isto porque tenho várias pessoas queridas que fazem aniversário ao longo deste bendito. Ao longo não, a maioria deles se concentra no início. E com isso vem as misturas que podem logo serem consideradas como esquecimento. Eu sou uma agendinha ambulante. É dificil esquecer datas de aniversário. Mas não sei o que o mês de abril tem para me deixar assim, tão desmemoriada.  Ja tentei agenda, telefone, calendário, post-it, mas nada disso ajudou. O orkut até que ajuda um pouco, mas se a pessoa não estiver cadastrada, aí já viu, né!! Vou tentar todas as técnicas novamente, talvez ano que vem eu passe aqui apenas para felicitá-las e não mais para reclamar do bendito.

Vamos lá, não custa nada fazer uma forcinha para tentar organizar a agenda: ontem foi o de Keilinha, amanha é o de Ciene, dia 6 o de Florence (é a mãe dos guris que tomei conta quanto fui au-pair na França), dia 7 o de Alana, dia 13 o da minha mãe, dia 14 o da minha (falecida) vozinha paterna, dia 23 da minha tia Márcia e dia 26 do meu lindo irmão Sávio. Espero não ter misturado as datas e não ter esquecido de ninguém (este é o meu medo :( ). Para parabenizar todos, fiz o bolinho que aprendi no último sábado (no post abaixo), hoje pela manhã. Podem ter certeza que me lembrarei de cada uma ao longo do mês, mas fica aqui o registro de Feliz aniversário!!! : D

  solsorrindo.gifsolsorrindo.gifsolsorrindo.gif

Semana passada escrevi que ficaria sozinha por dois dias, mas teria encontros com meus cunhados, então não estaria tão sozinha assim. Na sexta a noite fui a uma segunda comemoração do aniversário de Michael (irmão mais velho de Jo), a primeira foi dia 24 de março com a família. Pela primeira vez atravessei a cidade inteira sozinha trocando de metrô e ônibus, depois de ter verificado bem na internet o itinerário a seguir, claro 😉 . A festinha foi super legal, na verdade foi um jantar. Quando cheguei, um casal de amigos de Mike ja estava com a mão na massa. Fizemos tantos pratos deliciosos e chegou tanta gente depois que até pensei que não caberia no apartamento!!

Este meu cunhado adora cozinhar e sempre faz pratos muito bons. Ele trabalha em uma escola na qual ensina as crianças a fazer pão (é, os suequinhos são prendados – aprendem a cozinhar, costurar e/ou trabalhar com madeira). A festinha foi animada, pude treinar um pouco o sueco além de me divertir com as conversas de um francês que também se mudou para cá por causa da namorada. Depois de alguns copos de vinho e de brincar com o jogo “em busca do diamante”, lá pelas 23h decidi voltar pra casa. Não por nada, mas a viagem de volta duraria 40 minutos e eu não queria estar muito cansada para o sábado, já que iria para a casa da cunhadinha.

No sábado, descobri que Jo poderia me acompanhar para a casa da irmã dele, pois chegaria por volta as 13h. Fomos para a casa de Malin e passamos o resto da tarde e um pedaço da noite por lá. Jantamos, fizemos a torta, lanchamos e assistimos o filme preferido de Linus, o sobrinho de Jo de quatro anos, Madagascar (que particularmente não gosto, prefiro Shrek). O sábado foi muito agradável. Aprendi com Malin preparar a torta  e a cultivar alfafa e um outro grão verde (mungbönorque agora me falta o nome no qual se transforma no nosso broto de feijão, bastante utilizado na cozinha chinesa. Trouxe um pouco de sementes para casa e este final de semana já vou poder comer (hehe). Vamos marcar um outro encontro em breve.

No domingo foi a vez do sogro. Adoro ir jantar na casa dele todos os domingos. Ele sempre faz pratos diferentes, os quais tento fazer em casa, e muito bons. Ele é uma graça, sempre muito gentil. A família é bem interessada por culinária, sorte a minha!!

Esses dias estão sendo bastante movimentados no seio familiar. Nós não temos o hábito de nos encontrar com todos frequentemente. Na verdade, eles não têm o hábito de se encontrar ou se telefonar durante a semana, apesar de morarmos relativamente perto. Respeito isso. Mas eu sinto falta de mais contato. De de certa forma tento me manter próxima a todos sempre sem que isso interfira muito a rotina deles. No feriado da páscoa, por exemplo, estamos planejando em ficar com a mãe de Jo na casa que ela comprou em Kopparberg. Vai ser legal o passeio. Vou poder treinar sueco com ela (cujo sotaque de Estocolmo é bem forte e ainda um pouco difícil para minhas orelhas) e ficar mais perto de um outro pedaço da família.

  • A segunda palavra em sueco do dia fest, festa

2 thoughts on “Abril desesperado!!

  1. ismenia says:

    oi ju!! pelo aniversario das outras pessoas nao posso dizer mais tua mae e meu filho posso dizer que le compte est bon,heheehehhe!beijao e boa sorte sexta!!penso fort à toi!!!

Comments are closed.