Nossa (nova) língua portuguesa

Vi no blog de Jocélia que a partir de 2008 algumas regras ortográficas da nossa língua portuguesa vão mudar. Curiosa como sou, fui atrás dessa história e descobri que as modificações não são poucas.

Voilà as mudanças

  • O Alfabeto passa a ter 26 letras com a incorporação do k, yw;
  • O acento agudo será eliminado nos ditongos abertos ei e oi das paroxítonas como por exemplo assembléia, idéia, heróica e jibóia;
  • O acento circunflexo desaparece das paroxítonas terminadas em o duplo: abençôo, enjôo e vôo;
  • Ele também será excuído na grafia das terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou subjuntivo dos verbos crer, dar, ler, ver e seus decorrentes. A grafia correta a partir de 2008 será creem, deem, leem e veem;
  • As normas para o uso do hífen serão modificadas;
  • Criação de alguns casos de dupla grafia para diferenciação de tempos verbais;
  • Desaparecimento por completo do trema;
  • Não haverá mais diferença entre pára (verbo) e para (preposição);
  • Em Portugal, serão eliminadas as letras c e p de palavras em que elas não são pronunciadas, como acção, acto, adopção e baptismo;
  • Lá também será mantido o acento agudo no e e no o que antecedem m ou n, quenato que no Brasil mantêm-se o uso do circunflexo, como por exemplo académico/acadêmico e génio/gênio;
  • Ainda em Portugal o h inicial será eliminado de algumas palavras, como húmido e passa a ser grafada como no Brasil: úmido.

Essas regras serão válidas a partir de janeiro de 2008 e os membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste) terão a ortografia unificada.

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa foi assinado há 17 anos mas teve a entrada em vigor atrasada pela falta de ratificação por todos os membros da Comunidade. Segundo o site do Ministério da Educação, o Acordo possibilita a criação de normas ortográficas comuns, facilita a difusão bibliográfica e de novas tecnologias, reduz custos na produção de livros e documentos, permite aprofundar a cooperação entre as nações que falam português entre outras coisas.

Calcula-se que 1,6% do vocabulário de Portugal seja modificado enquanto que no Brasil o impacto será bem menor, cerca de 0,45%. Apesar das modificações ortográficas as pronúncias de cada país permancem as mesmas. O português é a terceira língua ocidental mais falada após o inglês e o espanhol.

Pessoalmente acho uma boa idéia as mudancas, apesar de estar bastante acostumada com acentos e afins. Se essas novas regras puderem facilitar a difusão e o ensino da nossa língua em outros países, além de diminuir as diferenças entre eles, já é de bom tamanho.

Aqui você pode encontrar mais informações sobre o histórico do Acordo, o que muda no Brasil, em Portugal, nos países lusófonos e em todos igualmente e alguns exemplos das modificações.

Aqui você pode ver a cronologia das reformas ortográficas

Update 070925: O prazo para a aplicação das novas regras foi adiado. Elas não serão mais aplicadas em 2008. Ainda não existe uma data precisa para tal. A decisão foi tomada pela Colip (Comissão para Definição da Política de Ensino-Aprendizagem, Pesquisa e Promoção da Língua Portuguesa)  na última sexta. Apesar disso, o Ministério da Educação divulgou que a licitação dos livros didáticos para a nova ortografia já está preparada. Agora é só esperar o próximo passo e ficar atenta para o anúncio das novas datas!

  • A palavra em sueco do dia ortografi, ortografia

9 thoughts on “Nossa (nova) língua portuguesa

  1. SUELY says:

    Olá,
    olha eu aqui mais uma vez.
    É sempre bom poder ler seu blog, pois sempre me atualizo com as novidades que voce escreve.
    Depois volto aqui para ler com mais detalhes o que irá ocorrer em termos de modificações em n/língua.
    Acho excelente as modificações, pois irá em muito melhorar para aquelas pessoas que não tem o hábito de acentuar as palavras.
    Farei sim a reciclagem. O problema é que o hábito demora em muito nos habituar com as mudanças.
    Grata pela dica.
    Beijos

  2. Ana says:

    Olá Ju! Notícia boa, hein? Eu que estou aqui no Brasil nem ouvi falar dessas mudanças… mas chegou em boa hora e vai simplificar nossas vidas. Também vim agradecer sua ajuda e dizer que já está tudo resolvido, obrigada! Um bjo e bom fim de semana 😉

  3. Jo says:

    Menina! Que coisa hein!
    Eu sempre achei que tínhamos aquelas letras no alfabeto. Será que fiz alguma confusäo?
    Não gostei nada do desaparecimento dos acentos, que idéia mais idiota. Pra quê isso? O que ganhamos com isso?
    vou fazer protesto. Eu não vou deixar de colocar os acentos não. Agora tenho mente de idosa, pronto. Não tiro.
    Mas obrigada Ju, foi muito bom saber :)
    Beijos
    /Jo

  4. marcia says:

    Ai Jesussssssssssssssssssssssssss
    Já vi que vou ficar escrevendo igual a uma velhota daqui a pouquinho! Essa história de tirar acentos, tirar isso e aquilo só voltando pra escola pra acostumar.. principalmente pq a gente aqui nem tem muito contato com a nossa querida língua né, Ju?? O jeito vai ser ler muuuuuuuuuuuuuuito jornal e tentar lembrar que tudo nessa vida evolui… Mas já estou prevendo a gozacão dos meus primos quando eu orkutar pra eles ahuihaiuhuahaiuhaiua
    Ahhhhhhhhhhh adorei a informacão… pelo menos fico ciente né?
    Beijosssss

  5. ReNata says:

    hmmmmmmmmmmm

    Vou acompanhar as tendências e aproveitar para lançar as alterações no livro que estou revisando, né. Se é pra ir pra frente, vamos nessa então!

    Mas onde eu encontro informações de ponta? Você vai dar tudo aki?

    Qto aocomentário da Márcia, não posso deixar de destilar… se ler jornal adiantasse, seria ótimo! Mas escreve-se tão mal que não pode ser parâmetro…..

    Abraços tupiniquins, Rê

  6. Bruh says:

    Meninaa ..Tipoo vaai seer difiicil ..Maas Vamos aprendeer rapidoo >too com pena das crianças que qprenderam de um jeitoo e agora vão ter que aprender de outroo jeitoo ..

    Me add aêe no msn ‘Brunadylon@hotmail.com’

Comments are closed.