Verão, férias e descanso = midsommarhelgen

É isso mesmo, este final de semana é símbolo de verão, férias e descanso para a nação viking. É um dos feriados mais esperados do ano que tem início hoje, com a comemoração do midsommarafton (véspera do solstício de verão). Como expliquei aqui, tudo o que leva afton no nome, em referência a datas comemorativas, significa véspera. E são nas vésperas que os suecos comemoram os eventos.

Há muitos anos, durante este período era o tempo de férias das indústrias e às portas do midsommar muitos nativos sentiam-se livres. Talvez essa ideia de liberdade permaneça até hoje já que muitos aproveitam intensamente o final de semana do midsommar. E é na véspera que todas as manifestações folclóricas acontecem. É o ponto alto do midsommar. Segundo o livro Tradition och Liv (Tradição e vida) a festa deve ser comemorada fora de casa, de preferência num ambiente que seja ligado a tradições ou que ao menos transmita esta sensação.

Amanhã é o midsommardagen, ou o dia do solstício de verão. Apesar do nome ele não é comemorado do dia do solstício (ontem, 21 de junho), mas sim no sábado mais próximo ao batismo de Jesus Cristo por João Batista (24 de junho), isto é, o sábado entre os dias 20 e 26 de junho.

Diz a lenda (e o livro) que as flores que crescem neste período possuem um poder especial. A idéia que permanece até hoje diz que uma jovem que colher de sete a nove flores em diferentes locais e colocar o bouquet embaixo do travesseiro sonhará com aquele com quem virá se casar. Antigamente acreditava-se que o bouquet do midsommar e o orvalho do cemitério (estranho isso, não?) poderia protejer contra doenças e até curá-las. O midsommardagen deve servir como um momento de reflexão sobre como a natureza é degradada e que ela precisa ser salva. Esta reflexão serve para que pensemos que também fazemos parte desta natureza e é na festa que experimentamos e presenciamos este feito.

Elementos tradicionais

A festa do midsommarafton, como disse acima, pode ser realizada em qualquer local mas de preferência num tradicional jardim onde as crianças podem vestir e erguer o midsommarstången. O mastro do solstício de verão é vestido com folhas verdes e flores e recebe também o nome de maja (que quer dizer att fira, festejar, comemorar). As vezes ele também pode ser chamado de majstång ou a mastro de milho.

Antigamente as varas eram menores (chamadas de midsommarspirror) e colocadas dentro das igrejas. Os antigos costumavam dizer que este ato transformava as igrejas numa floresta inteira. Já na Idade Média, existia no continente uma tradição de erguer o mastro de milho no 1º de maio. Este costume era celebrado na antiga Roma e, na Idade Média, na França e na Alemanha. Através dos alemães que trabalhavam e viviam em vilas suecas a tradição chegou por essas bandas de cá, mas não sem problemas. O primeiro de maio era um dia em que os suecos tinham dificuldades em encontrar ramos verdes e flores em grande quantidade. No entanto, a tradição se mostrou tão importante que os nativos preferiram mudar a data de realização à renunciá-la. Assim nasceu o midsommarstången sueco.

Ao redor do mastro é comum a dança de roda entre crianças e adultos que se divertem ao som de músicas tradicionais infantis. Além disso é um momento de muita descontração no qual os pequenos vêem seus pais tentando imitar um sapinho entre outras coisas. eu me diverti bastante vendo minha sogra tentar me ensinar como dançar fazendo essas imitações.

Outro ponto alto da festa é durante o jantar. Muitos fazem churrasco ou preparam a mesa com muito cuidado e comemoram juntos seja em família e/ou com amigos. Essas danças tradicionais me lembraram muito o São João que festejamos no nordeste. Alguns passinhos são identicos aos que dançavamos nas quadrilhas e as roupas típicas tem uma leve lembrança nossas roupas de matuto (ou caipira, para quem vem do sul). É engraçado poder reconhecer essas coisas e saber que no fundo todos temos algo em comum, já que a nossa tradição do São João é a prova da influência europeia na terrinha.

Ao contrário do Brasil onde os pratos tradicionais desta época são à base de milho, os pratos suecos comuns neste dia são: filé de arenque (matjesill), cebolinha (gräslök) e aneto/endro (dill) juntamente com as novas batatas ou batatas frescas cozidas no vapor. Tudo isso misturado ao odor das flores que preenche o ambiente é o que faz do midsommar um momento especial e tão aguardado do ano.

  • A palavra em sueco do dia midsommar [midssomar], literalmente meio do verão mas considerado tradicionalmente como solstício de verão

One thought on “Verão, férias e descanso = midsommarhelgen

Comments are closed.