Lucia

Hoje é o dia de Lucia. Esta data tem um significado importante na cultura sueca. Com ajuda do livro Tradition och Liv vou tentar contar um pouco da históia aqui.

Lucia Durante a idade média o calendário em vigor era o juliano. Neste tempo, o solstício de inverno, ou seja, a noite mais longa do ano, caía no dia de Lucia. O calendário juliano foi substituído na Suécia pelo gregoriano em 1753 e, segundo o livro, alguns ainda acreditam que a noite mais longa aconteça neste dia. Na verdade, o solstício de inverno ocorre entre os dias 21 e 22 de dezembro.

Como já vimos em algumas tradições era de extrema importancia sublinhar a o ponto de mudança da natureza através de festas quando se vivia muito próxima a ela. A noite do dia de Lucia era dedicada a gula onde todos comiam abundantemente, inclusive os animais podiam se deleitar com comida extra. Uma explicação para a gula descansa sobre a teoria de que as pessoas começavam o jejum de Natal ao nascer do sol no dia de Lucia.

Alguns pesquisadores defendem a tese de que a origem da tradição vem da Alemanha, do Christkindlein, na qual uma mulher vestida de branco distribuia presentes para as crianças. Outros buscam a origem em um tipo de carnaval no qual as pessoas se fantasiavam dias antes do jejum de Natal.

O dia de Lucia também já foi o ultimo dia de aulas do semestre de outono. Neste momento, começava a tentativa dos garotos em angariar fundos para financiar os estudos. Uma das formas para conseguir o financiamento era passar pela vizinhanca e cantar em troca de dinheiro ou comida. É desta forma que o costume ficou conhecido no final do século XVII. Existem registros do século XIX de imagens de garotos vestidos de Lucia. A explicação é dada pelo fato de nesta época não haver mulheres entre universitários.

Lucia_1908_by_Carl_Larsson A mais antiga imagem de uma Lucia feminina com velas na cabeça em quarto com uma bandeija com café data de 1764 e vem da região Västergötland.

Mas afinal, quem foi Lucia?

Segundo a lenda, no século IV existiu uma jovem que vivia na cidade de Syracusa, no sul da Sicília, que decidiu dedicar sua vida a Deus e não se casar. No entanto, havia um pretendente que não tinha nenhum interesse em deixá-la escapar, apesar de ela sempre tê-lo rejeitado. A ira do rejeitado foi tão grande que ele a denunciou fazendo com que a jovem foi presa e acusada de ser cristã.

Diante do juri, Lucia reconhece Deus como seu criador e diz estar pronta a oferecer sua vida por Ele. Lucia foi punida severamente e seria exposta a humilhação pública. No momento em que a charrete iria levá-la ao encontro de toda a cidade o veículo não conseguiu se movimentar, os bois não se mexiam.

Uma das lendas conta que, neste caso, ela deveria ser queimada, mas neste momento o fogo não quis machucá-la. Outra lenda conta que foi jogado óleo fervente em Lucia mas que isto não a fez algum dano. Foi nesta hora que o carrasco pegou sua espada e primeiro enfiou no olho de Lucia para depois repetir o gesto em seu corpo. Assim Lucia morreu.

Lucia tornou-se a mensageira de Cristo que no meio da escuridão do inverno traz a luz e o calor, os quais se espalham pelo corpo e pela alma dos que aqui vivem. Lucia significa em latim a iluminada. A luz que ela carrega não faz desaparecer a escuridao, mas sim ilumina-a.

  • O verbo em sueco do dia é lussa [lussa], festejar/comemorar o dia da Santa Lucia

6 thoughts on “Lucia

  1. Essa é uma tradicao bem tipica sueca, amore. MAs é interessante saber que apesar de tão próximos ainda possuem certas diferencas. Ahh e o estômago me pregou uma peça, nem se eu quisesse ou gostasse de doces e de do pão com açafrão, eu iria poder comer xero 😉

  2. sirocha says:

    Muito Interessante, já havia ouvido muitas historias de pessoas que se dedicaram a Deus e foram martirizadas assim, epecialmente na epoca da Inquisição muitas houveram muitos martires. Mas achei legal o país apregoar esta historia em memoria dela.
    Obrigado pela visita. Fiquei ausente da telinha uns tempos, e depois das mudanças de endereço acabei ficando sem alguns links inclusive o seu, mas agora ta anotado de novo.

    Beijos

  3. Aninha says:

    Ju, adorei essa tradição! Gosto muito quando leio coisas que me fazem entender melhor uma palavra ou uma expressão! Continue sendo essa valiosa fonte de informações pra nós que estamos longe! Beeeeijos e se cuida! Saudades!

Comments are closed.