Viagem ao Brasil

Recife e suas pontes

Recife e suas pontes

Minha viagem à terrinha durou apenas 20 dias. Infelizmente não deu tempo de encontrar todo mundo que gostaria e nem de curtir um dia de praia. No Recife, a chuva me recebeu de braços abertos assim como minha maezinha querida.

O sol se escondia atrás das nuvens. Vi poucos dias ensolarados na terrinha. Minhas férias também foram sinônimo de trabalho. Muitos pepinos e beringelas para resolver.

Para terminar, o Detran esteve em greve e só existiam 3 postos de atendimento funcionando. Com filas absurdas. Queriam aumento!! Renovei minha carteira de motorista e solicitei a PID (Permissão Internacional para Dirigir), já que ainda não tenho a sueca. Com a PID, infelizmente, não poderei dirigir em terras vikings, mas o restante da Europa está ai de braços abertos esperando esta que vos escreve. O episódio Detran merece um post a parte.

Este post foi reeditado várias vezes. Pensei que poderia postá-lo do Brasil, mera ilusão!

A viagem

Frankfurt-Hahn + ônibus da RyanairPessoas!, a operação Frankfurt foi um sucesso. Peguei o vôo da Ryanair as 19h do dia 8 de junho e cheguei a Frankfurt-Hahn às 21h num vôo super tranquilo. Atravessei a rua e estava dentro do hotel. Muito bom. Arrumadinho, limpo e pratico.

O engraçado ficou pelo sistema de anti-incendio que disparou às 22h em todo o hotel, fazendo com que as pessoas corram para fora vestidas de qualquer forma. Eu fiquei na minha janela, já que havia recebido o aviso de que não era incendio algum, mas sim um (irresponsável) fumante que resolveu acender um cigarrinho para seu prazer e disparou o alarme. Em cinco minutos tinham 4 carros de bombeiro em frente ao hotel. E eu tirando fotos e dando “xauzinho” da janela.

Frankfurt-Hahn + Bombeiros

Na manha do dia seguinte parti rumo a Frankfurt-Main. O ônibus parou na calçada do aeroporto. Mais prático, impossível. Quase duas horas de viagem até o destino final. Quem já viajou por Frankfurt sabe. O aeroporto é gigantesco e difícil de achar qualquer coisa. Bom, achei a Condor, fiz check-in e não tive problema algum ao passar pela polícia. 😀

O vôo foi tranquilo, mas achei loooongo. A comida era muito boa e as poltronas não eram desconfortáveis. O único detalhe foram as aeromoças que insistiam em me responder em alemão.

A volta para casa

Saí do Brasil dia 30 de junho. O vôo até Frankfurt foi tranquilo e muito agradável. Pena que a gripe que me pegou no Brasil deixou em mim uma companheira inseparável: a tosse. Tossi o vôo inteiro e não dormi nem um minuto sequer. Além disso, havia uma criança ao meu lado que deveria ter uma “duracel” interminável dentro de si. A guria não parava quieta!

Este dia seria o mais cansativo. Deveria esperar cerca de 12 horas pelo próximo vôo (em outro aeroporto). Até pensei em comprar uma passagem de ultimo minuto, mas em Frankfurt os operadores de terra da Lufthansa estavam de greve e o caos imperou no aeroporto com vários atrasos e cancelamentos.

Parti rumo a Frankfurt-Hahn e lá fiquei até a hora do check-in, quando me dei conta que haviamos comprado minha viagem de retorno para o dia 30 de junho. Detalhe: cheguei na Europa dia 1 de julho, o que significa que eu não poderia pegar este vôo, mas sim deveria comprar outro bilhete.

Desesperei! Estava louca para chegar em casa, morta de cansada e sono. Corro para o balcão da Ryanair, converso com a atendente que me informa o preço da passagem para aquele dia: 230€. Ãh!! ou 50€ para o outro dia de manhã. Ligo para a Suécia, falo com meu viking e decide-se ficar em Frankfurt até o outro dia. Era o mais sensato a se fazer!

Cheguei em casa na quarta-feira a tarde morta de cansada, sem coragem para nada. Nem mesmo de escrever uma linha.

Agora preciso me preparar, pois segunda-feira partiremos rumo a nossa road-trip na Europa!

  • A palavra em sueco do dia é flygplats [fli[u]gplats], aeroporto

2 thoughts on “Viagem ao Brasil

  1. Ju, foi pouquinho tempo, mas com certeza foi muito bom!! :-)
    vi pelas fotos e fiquei com água na boca pensando na carne de sol!!!!!!!!! :-)

    pena que não dá pra nos encontrarmos… mas fica pra uma próxima vez com certeza… vou logo abrindo as portas da minha casa pra vcs, quando quiserem aparecer no meu interiorzinho aqui, fiquem a vontade!

    beijos!
    Mercia

  2. Ediane says:

    Oi Ju. Pena que foi pouco tempo mas sempre da pra recarregar as baterias. Que bom que deu tudo certo na sua viagem. Beijao pra voces. Ediane.

Comments are closed.