Quem é Mallu Magalhães, afinal?

Esta semana estive conversando com um amigo muito querido do Brasil. Ele me conta que foi cobrir a décima edição do festival MADA, em Natal (RN) e que os shows foram bem legais.

Daí, ele, Hugo Montarroyos, me escreve alguns nomes conhecidos do rock e entre eles cita Mallu Magalhães. Retruco, na minha “santa” ignorancia :roll: (percebo como estou desatualizada!): Mas quem é Mallu Magalhães?

Pessoas, se vocês que estão deste lado do planeta ainda não ouviram esta garota, não sabem o que suas orelhas estão perdendo. Mallu tem 15 anos e dona de uma voz e um talento arrematador! Fã de Elvis, Bob Dylan e Johnny Cash, a garota canta folk (ou anti-folk – mistura de folk com outros elementos) como ninguém. Não só canta como compõe, conserta instrumentos e toca (ela sabe tocar violão, piano, banjo e gaita!).

Ela foi descoberta através do seu MySpace (hoje com mais de 1 600 000 visitas) e virou a sensação do ano. O mais novo fenômeno da música brasileira. Ela canta em português, inglês e mesmo em francês.

Aqui abaixo, reproduzo parte do texto de Hugo Montarroyos, originalmente publicado no RecifeRock:

O terceiro (e último dia) do Mada foi tomado pela expectativa criada em torno da apresentação de Mallu Magalhães. A principal pergunta que pairava entre os jornalistas era: será que vai dar gente? Qual será o grau de apelo dela com o público. Respostas: deu muita gente, mais até do que nos shows de Lobão e do Pato Fu. E a menina é mesmo um fenômeno.

[…]

E veio o fenômeno Mallu Magalhães. E ninguém mais tirou os olhos do palco. E a menina só tem 15 anos! E é de uma espontaneidade absolutamente desconcertante, o que talvez explique boa parte de seu sucesso em tempos de tamanho cinismo e de artistas completamente pré-fabricados e embalados para o consumo. Ali está uma garota de 15 anos que nitidamente toca sem a menor direção musical ou de palco. E é aí que reside todo o seu apelo. Além de um talento monstruoso. Tanto que a banda que a acompanha mais atrapalha do que ajuda. Ela entra em cena, fala ao microfone e nada de sua voz sair. Quando sai (a voz), diz que vai começar tudo de novo. Volta ao backstage, entra de novo em cena, dá boa noite e apresenta a banda. Depois disso foram cerca de 45 minutos de folk de alta qualidade. A menina é simplesmente sensacional, possui uma voz maravilhosa e é de fato talentosíssima. Desarma qualquer um. Espero sinceramente que ela não seja estragada pelo showbizz. E, no fim das contas, é muito bom saber que a nova referência da gurizada é uma guria que tem como referências Bob Dylan e Johnny Cash. […]

Mallu Magalhães é uma criança prodígio. Como todos os precoces, parece viver em um mundo paralelo, particular. Às vezes dá a impressão de que sua idade mental beira os nove anos. E é isso que acaba desarmando todo mundo. Depois do show dela, resolvi cumprimentá-la. “Oi, Malu!” Ganhei um abraço forte no pescoço, desses que as crianças dão em sua mais pura inocência. “Gostei do seu show”. Novo abraço, agora acompanhado de um sorriso de orelha a orelha e de um “brigada” que parecia sair de uma menina de menos de nove anos até. “Você vai tocar no Recife dia 29 de setembro, né?”. “É”, ela responde. E depois começa a protestar. “Mas 29 de setembro é meu aniversário!”. O produtor dela me corrige e diz que as datas são 19 e 20 de setembro”. E ela começa a entregar o jogo, falando e pulando feito criança que ganhou uma bicicleta: “eu e o Marcelo Camelo já estamos ensaiando algumas coisas. Está ficando bem legal”. Pois é…Além do show dela, Mallu Magalhães vai dar uma canja com Marcelo Camelo. Pelo que vi da apresntação dela em Natal, tudo indica que o show dela no Teatro da UFPE vai ser arrasador. Quer saber? Quero que minha filha (se tiver uma um dia) seja igual a Mallu Magalhães.

Pois é, eu também queria ter uma filha assim… 😉

Curtam um pouquinho de Mallu Magalhães…

  • A segunda palavra em sueco do dia é fenomen [fenomên], fenômeno

8 thoughts on “Quem é Mallu Magalhães, afinal?

  1. nossa, acho muito exagero em torno dessa menina…
    o jogo de interesses, patrocínio e empresário por trás dessa “pérola da internet” é tão presente quanto na carreira de Felipe Dylon…

  2. Olá Critica construtiva!!

    Obrigada por passar por aqui e deixar teu comentário no blog.
    Sobre o que voce comentou, pode até ser um pouco exagero da mídia, concordo em partes contigo. Mas não da para comparar um Felipe Dylon, um garoto filho de dono de gravadora, produzido, com carinha de galã com uma menina talentosa que por seu próprio erforço conseguiu furar o circuito de gravadoras e se mostrar ao mundo. Isso já é uma grande conquista e de grande valia. Para um país que tem como referencia musicais no estilo do tchan, boquinha na garrafa e e afins, a menina está fazendo história.

    abraços

  3. Obrigado por ter ido lá no meu blog só pra dizer que respondeu meu comentário. Te convido a voltar lá de novo e ler o que escrevi sobre sua resposta…

  4. CONCEICAO says:

    MALLU me faz crer que a nossa música ainda tem salvação! Num mundo em que uma menina de 15 anos é levada a ser “mulher” precocemente, vejo uma linda garota no esplendor dos seus 15 aninhos vivendo normalmente, com muito talento, para a alegria de todos nós!! VC é demais Mallu!! Bela é a sua fonte, Dylan é demais!!!

  5. Menina, eu tinha te perdido… mas já achei novamente!!!

    Eu iria passar a mesma vergonha sua… mas pior foram tantas outras tipo “maria Carolina”… ai que vontade de me enterrar

  6. JU aconteceu comigo quando a Barbara fez um post falando de Seu Jorge, e perguntei quem era, pois no post anterior ela falava do porteiro do predio…toim…Hoje sou super fa(n) do Seu Jorge.
    Bjs

  7. Oi,

    Cheguei aqui atraves do blog da Denise. Pois e…A Mallu e realmente incrivel. Eu fui ao Brasil agora ha pouco e nem ouvi falar nela. ;-( Quando voltei para a Belgica, meu marido falou, me mostrou videos e me apaixonei. muito legal.

  8. Olá Conceição! Legal que você também curte Mallu. 😉

    Ciça, querida!! Quanto tempo!!! Bom te ver de novo por aqui 😀

    Pois é Meiroca! Mudança de vida também chega com mudança de certos hábitos! 😉

    Olá Jamine! Bem legal que teu marido se interessa por música brasileira! :)

Comments are closed.