Round trip pela Europa – parte 1

Trajeto entre Estocolmo e Sainte Agnès (clique na foto para ampliar)

Trajeto entre Estocolmo e Sainte Agnès (clique na foto para ampliar)

Vamos lá! Já estava na hora de começar a escrever sobre nossa aventura de carro entre Estocolmo (Suécia) e Sainte Agnès (França).

Percurso: 2490 km

Países percorridos durante o trajeto: Suécia, Polônia, Alemanha, República Tcheca, Austria, Itália e França

Duração de toda a viagem: 3 semanas

A foto ao lado é uma montagem que fiz pois não foi possivel marcar todos os pontos da viagem de uma só vez por causa do mar. O trajeto entre Ystad (S) e Swinoujscie (Pl) foi feito de navio.

Trajeto detalhado aqui.

1º dia – 070708

Estocolmo – Ystad

Percurso: 631km

Duração: + ou – 6 horas

Começamos a viagem dia 7 de julho, às 06h00, numa temperatura de 10 graus, neblina e ameaça de chuva. Nada muito animador.

Já na metade do caminho um pequeno imprevisto: fomos obrigados a parar por alguns minutos pois uma tempestade havia nos alcançado. Impossível de ver um palmo diante do nariz.

Estocolmo-Ystad

Estocolmo-Ystad

O navio que iríamos pegar rumo à Polônia partiria às 12h30 de Ystad e a previsão do GPS era que chegaríamos bem antes do previsto. Como aprendemos bem durante a viagem de páscoa, não damos muita bola para pequena máquina e calculamos que conseguiriamos chegar antes do previsto, ao menos 30 minutos antes do embarque deveríamos estar lá.

Escolhemos não ir por autoestrada, para fazer um caminho mais curto, diferente e com outras paisagens. O GPS nos levou por um lugar que caso eu não estivesse com o mapa na mão perderíamos toda a viagem. Decidimos, então, conferir a cada indicação da máquina louca se as informações correspondiam com a realidade do mapa.

Sem muitos problemas, chegamos à Ystad ainda com tempo e entramos direto na fila dos carros. Esta seria minha primeira vez viajando de carro num navio. Achei interessante como tudo é organizado.

Ystad - Suécia (a caminho da Polônia) Polferries

Com os três bilhetes na mão (viking + Ju + carro), entramos no barco e fomos imediatamente procurar nossa cabine. Eu já estava preocupada em passar cerca de 7 horas me sentindo uma sardinha (minha primeira experiência com cabine de navio quando fomos para Riga (Letonia), dezembro passado, não foi das melhores) e sentindo enjôos.

Para minha surpresa, meu viking havia pago menos de 30 reais a mais para nossos bilhetes para trocar de cabine. Resultado: mudamos da simples para de luxo, com direito a consumir tudo o que o frigobar nos oferecia. 😀 Eu não sabia de nada!! Ao entrar e me deparar com todo aquele espaço comecei a pular, correr e dançar…hahaha :roll: (As fotos da cabine entrarão assim que conseguirmos recuperar tudo o que está no computador com carregador queimado :( )

No entanto, eu só pensava em três coisas: comer, dormir e banho. (não necessariamente nesta ordem)

O trajeto detalhado Estocolmo-Ystad pode ser encontrado aqui.

  • A palavra em sueco do dia é hytt [rrit], cabine