Ensino a Distância na Suécia: minhas considerações

Lys, do Universo Desconexo, comecou um papo interessante sobre ensino a distância (EaD) aqui e aqui. Estava para escrever um post sobre isso há algum tempo, mas agora vou aproveitar o gancho e fazer minhas considerações. Tentei comentar no Universo Desconexo, mas não consegui, por isso escrevo aqui e aproveito para inserir outras informações.

Desde o primeiro semestre deste ano estou fazendo cursos a distância (distanskurs) através da plataforma Athena do Liber Hermods (um dos pioneiros – pelo menos na Suécia, ja que começaram em  1898 – no que diz respeito a ensino a distância). Comecei no steg 4 de Ingles (o que, se não me engano, equivale ao curso normal para o s nativos de 14 anos).

No momento estou fazendo meu terceiro curso de inglês (Engelska B), já que preciso deste diploma para o que pretendo fazer na universidade (em agosto de 2009), photoshop (terminei ontem) e pagemaker – ambos para refrescar a memória, já que mexia com isso na época da universidade de jornalismo. Próximo mês começo um em programação em Java e termino o ano com um de webdesign.

Entre os cursos, o inglês é o que mais sofre, pois a interação que Lys fala, através de ferramentas online, não existe neste caso. Sou avaliada por 5 “provas” escritas assim como uma gravação oral por prova. Sem contar com a prova nacional (writing, listening e reading), que neste caso é presencial, na escola para adultos (komvux) da cidade, porque oral mesmo, faço através do telefone ou Skype/MSN. O que na prática é péssimo, já que nenhum aprendiz em um idioma desenvolve instantânea capacidade de se comunicar pelo telefone com facilidade.

Não vou ser tão radical, mas existe a disponibilidade de tirar dúvidas com professores na escola e um dia de speaking, para trabalhar o oral. O porém é que não existe a real possibilidade de treinar o ouvido e ter interação com o professor e outras pessoas de maneira que seu nível no idioma evolua. Explico.

Existem várias datas disponíveis para o início do curso assim como a possibilidade de escolher quando terminá-lo. Isso é um ponto bastante positivo, já que todos, inclusive aqueles que trabalham, podem ser contemplados ao longo do ano e estudar na velocidade que mais agrada.

Quando comecei o Ingles B, haviam apenas 2 pessoas que fariam o curso, eu inclusa. A outra pessoa, terminaria o curso em 5 semanas. Eu escolhi concluir em 10. Isso impossibilitaria um encontro nos dias de speaking, já que a velocidade de estudo desta pessoa não coincidiria com a minha. Resultado: como não me comunico com ninguém, o speaking e o listening são diretamente afetados, assim como o exercício da interação no idioma.

Acredito que o Ensino a distância (também conhecido como e-learning) é muito bom, quando existem possibilidades para desenvolver as habilidades que você aprende na medida que o conhecimento está sendo adquirido. No meu caso, neste caso do inglês (o terceiro curso que faço nesse sistema), o ensino a distância está sendo desmotivador.

As universidades e faculdades na Suécia estão repletas de cursos à distancia. Segundo o site NetUniversitet, existem mais de 3 mil cursos e cerca de 100 programas completos em 35 universidades e faculdades no país.

Neste caso do EaD nas unviersidades, ainda não sei como funciona. Dos 6 cursos que escolhi para o próximo semestre, 2 ou 3 são ministrados à distância. Se for aceita, bom, vou ver como funciona.

No caso de EaD no Brasil, acredito na iniciativa e creio que seja bastante positiva, tanto para alunos quanto para aqueles que ja trabalham na área. Isso é de qualquer forma, mais um campo de trabalho a ser explorado no país e um ferramenta poderosa para o futuro. Mas penso que ainda existe um longo caminho para a melhoria desses sistemas e plataformas, para que o resultado de todo esse novo investimento (financeiro e emocional) seja recompensado.

  • A palavra em sueco do dia é distansundervisning [distâns-undervisning] , Ensino a distância

9 thoughts on “Ensino a Distância na Suécia: minhas considerações

  1. Jujú !!! Muito legal seu post ! Fiquei muito contente de conhecer o seu ponto de vista sobre os seus cursos.

    Sem dúvida a EaD, principalmente no Brasil, tem muito o que evoluir mas acho que estamos andando a passos largos nessa direção.

    Quanto ao curso de línguas, eu entendo perfeitamente a dificuldade que você teve e sua decepção. Realmente não poderia ser diferente já que para aprender a falar e a escutar é de fundamental importância falar e escutar. Oras bolas…

    Como no curso presencial, cada escola tem sua plataforma e suas técnicas de ensino e aprendizado. Nesse caso acho que seria interessante mudar os conceitos e implementar alguma ferramenta que propicie uma interação melhor e por consequência o aprendizado.

    Sabe Jú, do ponto de vista de um professor, uma das coisas fundamentais em um curso é a avaliação do próprio curso… esse é o momento em que o pessoal que organiza o curso tem o feedback dos estudantes e com esse material eles podem melhorar o curso e achar formas de superar as dificuldades que os alunos encontraram. Aí vai do comprometimento da escola.

    Li em um outro post seu que você fez isso para outro curso não é mesmo ? Espero que você possa fazer para esse também. Obviamente não será útil para você que está terminando, mas ajudará e muito os que estão chegando.

    Um beijo meu anjo e continuamos nesse papo pois está pra lá de bão !

    Lys

  2. Completando o romance acima… eu ainda não conheço bem o Second Life. Estou apenas na fase do fuça fuça.

    Mas já vi que para o estudo de linguas ele é uma alternativa interessante. Talvez vá-lha a pena dar uma fuçada também.

    beijocas,
    Lys

  3. Ju,
    Realmente o e-learning no Brasil é uma iniciativa que beneficiará muitas pessoas (ou já beneficia na verdade).
    Ainda em fase de ‘desenvolvimento’ e adaptação em muitas Instituições acredito que estamos evoluindo. A questão ‘interatividade’ ainda é palavra-chave.
    O caminho é longo e o foco é ter o maior aproveitamento possível dos Cursos.
    Obrigada por levantar aqui no blog, essa questão.
    Frutos dos papos do Universo Desconexo.
    [minha semana de sorte hehe]

  4. Danielly says:

    Hej Ju…

    Quero saber se esse curso de inglês à distância exige que vc tenha o Svenska A . Iniciei SAS G à 2 semanas e o teste de nível que fiz p estudar Engelska foi muito bom já posso ir direto p Engelska A , mas preciso concluir SAS A e B . Se esse curso à distância não exigir Svenska A e for válido p iniciar cursos em inglês na Universidade de Stockholm , vc pode me enviar mais informcões ou site sobre????

    Tack så mycket !!
    Pussar …Hej då !

  5. Danielly says:

    Hej Ju…

    Esse semana estive com studievägledare do KomVux para planejarmos o que irei estudar no próximo ano. Consegui me matricular no Engelska A , mas tenho que estudar em dois termines, visto que vou conclur SAS G apenas em maio/09. Mas estou tentando entrar no curso de svenska som främmade språk na Universidade de Stockholm p Jan/09 que corresponde Svenska A a nível de ginásio .
    Em todo caso vou acatar sua sugestão e enviar meu histórico do ginásio p VHS . Já tenho veredito da Högskoleverket sobre meu curso universitário do Brasil que corresponde a svensk magisterexam i förestagsekonomi , mas preciso tb do Svenska B e Engelska B para iniciar cursos universitários por aqui. Vou ter que estudar de todo jeito Svenska B seja onde for. Afff , quando penso em estudar Svenska mais 1 ano fico louca.

    Obrigada …….. Pussar.

  6. Ih, JU…nao tenho motivacao para estudar à distância.Se bem que faco o curso de fotografias dessa forma.Mas tbm porq ue comecei a trabalhar nisso e isso ajuda.
    Já o curso de inglês junto com o sueco dar nó.Estou tendo verdadeira dor de cabeca.Como falo inglês,. me animo mais para esse lado.
    Vou me submeter a uma prova para mudar de nível. Vou ao A, depois ao B e por ai vai.
    Entrei no Samhällkunskap mas vou abandonar por que nao vai me ajudar nada, pois já fiz faculdades no Brasil e entrei por curiosidade, apenas. Hoje, tivemos aulas sobre Direito na Suécia. Achei facil por que em 2004 paguei matérias em inglês de Direito Sueco, que tem uma linha dentro do Direito Civil muito parecida com a nossa.
    Mas, Ju, o KOMVUX é muito bom. Mas as escolas de sueco, no momento, sao péssimas. SAS apenas dois dias. Uma hora e meia. Sei nao, viu`?Fiz um SFI fraco. Por aqui, as coisas estao saindo piores do que as encomendas…kkkk
    verei no que vai dar….

  7. Olha, acho que para estudar a distância é necessário acima de tudo disciplina. Estou aprendendo a me disciplinar, mas a guerra é dura. Eu pensei que tu fosses fotógrafa profissional, me enganei?

    Entendo muito bem quando você diz que dá nó estudando ingles e sueco ao mesmo tempo. 😉 Quanto ao SFI, eu não tenho nada a reclamar. O meu foi muito bom. Pena que a escola foi privatizada e os métodos de ensino de la mudaram. :( xero

Comments are closed.