A noite sueca, o transporte público e o tempo

Reprodução de TV

Reprodução de TV

 

Está nevando deste quinta-feira. E deste ontem neva forte e sem parar. A noite, uma tempestade atingiu a Suécia e o trânsito ficou um caos. Na verdade ainda está um caos. O serviço de meteorologia do país classificou a situação em “séria de nível 2”, o que significa fortes ventos e mais neve, e pede para que as pessoas evitem sair de casa. A previsão é que o tempo permaneça assim até quarta-feira.

Reprodução de TV

Reprodução de TV

 

Nem dá para imaginar neste final de semana pegamos temperaturas de – 6 (ou alguns graus a menos) com neve torrencial e que na próxima quinta e sexta não teremos nem um rastro da branquinha na rua já que a previsão é de 5 a 6 graus para o final de semana. Mas bom, bem vindos ao inverno sueco, onde tudo é possível!!

Sábado acordei com um péssimo humor. Não sei, acho que ainda estou com algum resquício dele dentro de mim. Mas vamos ao que interessa. Muita gente tem curiosidade de saber como são as noitadas suecas, as boites, bebedeiras e como as pessoas se comportam. Nunca fui em uma boite aqui, até porquê meu viking não gosta de dançar :( . Também tenho curiosidade, por pura experiência antropológica. 😀

Quase todas as festas suecas em que fui foram realizadas na casa de alguém. Eles gostam muito de se reunir em casa, jogar conversa fora, cantar (karaokê), acompanhar eventos na TV, ou apenas jogar (inclua aí além de video game, jogos de tabuleiro como Banco Imobiliário, detetive e afins). Nas festas/reuniões suecas, é comum que os convidados tragam o que vão/pretendem beber. Por sua vez, os anfitröes oferecem petiscos, entre salgados e doces. E assim, é possível passar a noite se divertindo numa boa.

No sábado, fomos para a casa de um amigo nosso para uma noite de sällskapspel (jogos de tabuleiro, como chamamos no Recife). Como disse, estava de péssimo humor, o que não me fez curtir a noite como deveria. Mas bom. Foi muito engraçado. O pessoal jogou uns 6 tipos de jogos diferentes, inclusive um que gostei bastante (algo que lembra Imagem e Ação) mas meu conhecimento na língua me impediria de jogar.

O jogo, baseado num antigo programa de TV de mesmo nome, se chama Värsta Språket (A pior língua) e consiste em cumprir determinadas tarefas relativa a língua (sinônimos, gramática, formação de palavras etc) a cada avanço dos jogadores. Eu ri muito. Em alguns momentos do jogo, eles eram obrigados a imitar sotaques de diversas partes da Suécia e os restante dos participantes teriam que advinhar. Nem preciso dizer que a noite foi recheada de piadas e imitações catastróficas.

Saímos de lá quase as 2h mortos de cansados. Nosso amigo mora perto de uma estação de metro o que nos fez escapar da friaca e da ventania que estava fazendo no sábado. Eu não tenho boas lembranças de usar o transporte público sueco a noite. Não, nunca nada aconteceu conosco, mas é que são nesses momentos que encontramos figuras estranhíssimas com seus atos e feitos mais estranhos ainda.

Nesta noite em questão, estávamos esperando nosso metrô e uma mulher por volta dos seus 45-50 anos estava andando em nossa direção e olhando para dentro das lixeiras. Ela estava razoavelmente bem vestida, mas senti que ela cambaleava um pouco. Numa lixeira atras de nós ela encontrou o que queria: um lenço de papel. Ela não pensou duas vezes, usou e depois jogou no mesmo local. Blergh! Que nojo!! Me pergunto, o que a bebida (ou o excesso dela) não faz com as pessoas?!

Uma vez, voltando sozinha da casa de Paola por volta das 22hs, três jovens sentaram ao meu lado e comecaram a tirar fotos deles e minhas. Nada demais se o vagão não estivesse completamente vazio. Desceram duas estações depois de terem entrado. Se eles não descessem, eu o faria ou mudaria de vagão. Fiquei me perguntando porque “cargas d’água” sentaram logo ao meu lado. Será que queriam me intimidar ou era apenas loucura juvenil (de importunar as pessoas)?

Numa outra noite, tinham dois adolescentes andando de skate dentro do metro. Eles estavam empolgadíssimos fazendo altas manobras. E eu só pensando onde estariam as mães dessas figuras.

Uma outra vez, a mais bizarra de todas, um garoto entrou no metro, fez xixi dentro de um vagão, próximo de onde estávamos em pé, e saiu!!! 😯 O metro deu partida e o líquido começou a escorrer e quase atinge a bolsa de uma mulher que estava no chão.

Isso tudo sem contar dos “artistas” embriagados que teimam em dividir com os companheiros de viagem suas vozes magníficas e gritos desesperados, ou adolescentes que tentam queimar seus tenis e o dos colegas só para ver o que acontece.

E vocês, já passaram por situações contrangedoras e estranhas onde moram?

  • A palavra em sueco do dia é oväder [uvéder] , mal tempo, tempestade, ventania, temporal, tormenta

5 thoughts on “A noite sueca, o transporte público e o tempo

  1. Cruzes! nunca passei por coisas assim tão esquisitas. A única coisa foi uma senhora bêbada que cantava músicas o tempo todo com o estilo do Cornelis. Até que ela tinha talento viu.

    :)

  2. Jack says:

    Hahaha… Ninguém pode reclamar que a noite sueca não guarda surpresas engraçadas!
    Aqui, as surpresas noturnas geralmente são os assaltos e perigos afins…

  3. Fe says:

    Olá Ju…

    gostaria de saber se voce tem como me mandar seu email…. To pensando em ir para estocolmo, morar aí, mas antes gostaria de saber mais informações…tem como???
    Obrigada

Comments are closed.