Prêmio Nobel 2008 – O dia da festa

Dia 10 de dezembro, dia da morte do sueco Alfred Nobel, é também o dia em que se realiza a entrega dos prêmios que levam o seu nome. Nobel morreu em 1896 em San Remo, na Italia, deixando no seu testamento sua vontade em premiar aqueles que descobrissem algo de importante para o mundo.

É este mesmo mundo que dirige os olhos para Estocolmo no dia de hoje para a prestigiada festa, que na realidade começa na vizinha Noruega, em Oslo, algumas horas antes.

Às 13h – horário de Estocolmo – (10h – horario de Brasília)

O finlandês Martti Ahtisaari, vencedor do prêmio Nobel da paz, é o primeiro laureado do dia. Ele recebe o prêmio na corte de Oslo, como assim foi desejado por Alfred Nobel.

ma_paz_2008

Foto: Reprodução da TV NK1 na Internet

Paz é uma questão de vontade – Martti Ahtisaari em seu discurso de agradecimento na corte de Oslo, Noruega.

Em seu discurso, Ahtisaari lembra que em situações de conflito, são as partes envolvidas que escolhem os mediadores de paz, e não o contrário Esses mediadores podem ser médicos, enfermeiros não apenas aqueles que têm poder e/ou estão expostos na mídia.

Martti Ahtisaari ofereceu o prêmio a todos os homens e mulheres que lutam pela paz no mundo, assim como a sua família que sempre o apoiou e esteve ao seu lado principalmente fazendo críticas construtivas.

Às 16h (13h)

Orquestra Filarmônica Real

Orquestra Filarmônica Real

É quando o evento começa em Estocolmo. A entrega dos prêmios é realizada na Konserthus (no Teatro Nacional). Primeiramente, os laureados são apresentados assim como suas descobertas. Depois, cada um individualmente recebe das mãos do rei Carl XVI Gustav o diploma e a medalha. Cada prêmio inclui também 10 milhões de coroas suecas.

Se vários forem laureados por prêmio, o mesmo será dividido. Aproximadamente 1500 pessoas assistem sur place a cerimônia. O Teatro Nacional estará decorado com 20 mil flores vindas diretamente de San Remo e terá como música de acompanhamento a Orquestra Filarmônica Real (foto).

Às 19h (16h)

Stadshus - Prefeitura de Estocolmo

O principal momento do dia é o banquete realizado no salão azul (Blå Hallen) da prefeitura de Estocolmo (foto) com 1300 pessoas. A festa começa com a entrada da famíla real e dos convidados no salão.

230 cozinheiros e 230 garçons/garçonetes trabalham na noite de hoje mas o menu só será revelado quando os convidados sentarem à mesa. Durante a noite, fanfarras, musica e entretenimento farão parte do roteiro da festa.

Além dos premiados e da família real, participam da festa o primeiro ministro da Suécia e outros membros do governo, o lider da oposição, antigos laureados do Nobel, representantes de diferentes partes do mundo científico, entre outros. Além disso 170 estudantes foram convidados.

Às 22h30 (19h30)

Após o jantar, é a dança que toma conta da noite.

Para quem quiser acompanhar a cerimônia ao longo do dia, a TV estatal sueca transmite a premiação e o banquete em 2008, inclusive pela internet.

A SVT1 estará exibindo a partir das 12h50 a entrega do prêmio em Oslo.

SVT 1 passa a transmitir Às 16h45 a partir do Teatro Nacional

SVT2 retoma a transmissão das 18h45 às 20h direto da Stadshus.

SVT1 volta a exibir o banquete e continua durante a festa.

Veja aqui como foi a festa do Prêmio Nobel em 2007.

Para saber quem foram os laureados deste ano, é só conferir o post do Prêmio Nobel 2008 – Ganhadores

  • A palavra em sueco do dia é bankett [bankêt] , banquete

3 thoughts on “Prêmio Nobel 2008 – O dia da festa

  1. Nada a ver, mas foi o que marcou para mim o Premio esse ano foi a altura de um dos caras que entregou a premiacao… ai caramba eu tava meio dormindo meio acordada nao gravei o nome… preciso ver o jornal mais cedo

  2. Claudio says:

    Ola, Juliana, sou um brasileiro (e agora tb português), tb natural de Recife que mora, estuda e trabalha em Portugal há 7 anos. Li num dos seus posts passados que na suécia as regras para quem tem passaporte europeu ou é cidadão nordico são diferentes. Gostaria se possível, por favor que vc me explicasse quais são as diferenças, visto que como já tenho passaporte europeu, essas informações poderiam algum dia ser úteis. Por acaso existe xenofobia na Suécia? bjs

Comments are closed.