Depois do cano, espero um “milagre”

Apesar do prognóstico positivo de que posso reaver o dinheiro, não conto mais com ele. Não quero criar falsas esperanças. Mas quero que ela seja punida. 

O negócio é o seguinte: Vocês sabem que estou fazendo um curso de fotografia. Então, desde antes do curso estou a procura de uma Canon 450D. Mas com a desvalorização da coroa frente ao euro, produtos eletrônicos tornam-se pequenas fortunas, as quais eu não quero, não tenho coragem nem estou preprarada a pagar.

Aqui existe um site bastante popular para venda/troca/doação de objetos de segunda mão. Ao mesmo tempo que pode ter  muita porcaria por lá é possível encontrar coisas muito úteis e em bom estado e principalmente com preços bastante atrativos. Aqui em casa já compramos várias coisas/móveis no Blocket, inclusive nosso carro foi comprado por lá. Pessoas de toda a Suécia anunciam no Blocket todo e qualquer tipo de objeto. E os negócios acontecem numa rapidez incrível.

O site é apenas um intermediário que não tem nenhuma responsabilidade como empresa. Portanto, eles não podem ser responsabilizados legalmente por fraudes as quais as pessoas são submetidas ao comrprar objetos através do site. No entanto, eles são de grande ajuda, se ela for  necessária. Mas uma coisa que eles sempre pontuam é a de que as pessoas não enviem dinheiro adiantado e inclusive estimulam a usar serviços que sejam seguros tanto para quem compra como para quem vende. Isto para mim é mais do que claro que não deve ser feito!

Bom, segunda-feira passada encontrei uma câmera pela metade do preço do mercado. Liguei, a proprietária ainda não havia vendido, fechamos negócio e ela me ligaria a noite. Ela queria o dinheiro adiantado. Propus outras opções, mas ela não se mostrou flexibel. 

Detalhe: Não me sinto confortável em falar sueco ao telefone. Principalmente com quem não conheço. O nervosismo bate e em vez de prestar atenção ao conteúdo das frases, estou mais preocupada em entender o que é dito. O que me deixa ainda mais nervosa. 

Quando falei com ela durante o dia, meu viking estava no trabalho e queria que eu fizesse o negócio, apesar de não me sentir confortável. A noite, com ele em casa, recebo a ligação da vendedora que me dá o número da conta. Transfiro o dinheiro (a contragosto!!! meu viking dizendo que não iria acontecer nada) e envio uma mensagem.

Na terça, 20 de janeiro, ela me liga para dizer que enviou a câmera e que chegaria no mais tardar na quinta, 22 de janeiro. Ponto. Esqueci de pedir o número para rastrear o pacote. Até hoje a câmera chegou!

Na quarta, enviei uma mensagem que ela ainda não recebeu (e nem vai). Desde então, ligo e o telefone só dá desligado. Tinha o nome, endereço, conta do banco e o único número de telefone, o qual descobri que é um simples chip  sem obrigação de registro na operadora comprado em qualquer loja. Fiz meu pequeno trabalho de detetive para descobrir como poderia entrar em contato com a figura. Sem sucesso. Até para a Receita Federal enviei mensagem! (Na Suécia existe uma lei onde todos podem ter informação sobre todos, mas não é tão simples de se conseguir como pode parecer!)

Sexta, num misto de raiva e tristeza, liguei para a polícia para registrar queixa e dar as informações que eu havia descoberto mas fui aconselhada a registrar a queixa na segunda, no caso, ontem, pois poderia ter havido algum problema com os correios. Ontem, portanto, liguei e prestei queixa. O policial me assegurou que fazendo o pagamento a uma pessoa que possui conta em banco sueco, as coisas se resolvem (o que eu interpreto como ser reembolsada). Mas como disse não quero alimentar esperanças.

Vamos esperar para ver no que dá! Aguardem cenas dos próximos capítulos…

  • A palavra em sueco do dia é bedrageri , [bêdraguerí] fraude

19 thoughts on “Depois do cano, espero um “milagre”

  1. Elaine says:

    Nossa Ju eu li que muitas pessoas foram roubadas da mesma forma em dezembro. Saiu no jornal que uma quadrilha estava vendendo câmeras, só não sei o modelo, na internet e muitas pessoas foram roubadas como vc. Era um modelo específico que eles vendiam a 50% menos do que o preco de mercado. Infelizmente num consegui achar o link para lhe enviar. Mas eu acredito mesmo no que o policial disse, se foi num banco sueco, eles têm condicões de achar a pessoa e o seu dinheiro.

  2. Oi Ju!

    Me identifiquei demais com sua postagem. Também não me sinto nenhum pouco confortável em falar inglês ao telefone, e já me senti enrolada algumas vezes…
    Poxa, tomara que você consiga reaver a grana, ninguém merece…

    Beijoo!!

  3. Leopoldo says:

    Não sei se vc conhece ou já usou, mas no Brasil o site mais utilizado para esses fins é o Mercado Livre (www.mercadolivre.com.br). E tem uma modalidade de negociação muito muito boa chamada “mercado pago”. Ele garante que vc vai receber seu produto, ficar satisfeito e é vc quem libera o pagamento ou não. Funciona assim: depois que a venda é fechada (por telefone, email, o que for) vc recebe os dados do vendedor. Então faz o depósito em uma conta do mercado livre. O dinheiro fica retido lá até que a mercadoria seja enviada a vc pelo vendedor. Daí, se estiver tudo ok, vc comunica ao mercado livre que pode liberar o dinheiro, ou então, remete o produto de volta e bloqueia a transação. Bom, né? Muito útil para quem compra e vende de tudo pela internet, como é meu caso. É claro que tem uma cobrança pelo serviço de intermediação (cerca de R$3,00), mas eu acho que vale pra evitar dores-de-cabeça depois.
    Então, como aí na Suécia o consumidor é ouvido com muita atenção, vc poderia sugerir uma solução parecida, pra tornar essas transações mais seguras.
    Cabe ressaltar aqui que o Mercado Livre é uma das poucas coisas que funciona mesmo por aqui. É claro que depende muito de pesquisa do histórico dos vendedores/compradores, mas nunca encontrei um deles sequer agindo de má-fé, o que me dá confiança para, muitas vezes, dispensar o intermédio do site e pagar direto para o vendedor.
    Bom, é isso. Boa sorte com sua cruzada pela honestidade rsrs

  4. Oi Ju,

    Li o seu post e fiquei chocada, que situaçäo terrível! Olha eu também tenho minhas broncas com o Blocket, ja comprei bastante coisas ali, mas sempre acontece alguma coisa indesejável somo por exemplo na última vez que tentei comprar um ipod , marquei com o cara, tava tudo certo para a gente se encontrar no centro da cidade, fiquei lá durante 3 horas esperando ele aparecer, não vi nem a sombra do sujeito! nem mandou e-mail nem msg pra pedir desculpas depois. Enfim, o blocket näo é 100% confiável. Mas no seu caso, perguntei agora para o Nik meu noivo o que ele acha que vai acontecer e segundo ele vc será reembolsada sim, pois a polícia tendo os dados da conta bancária dela e você tendo as mensagens enviadas por ela como prova de que uma transação foi feita, isso não deve ter problema algum. Afina de contas eu acredito que ela não vai querer se sujar com a polícia por tão pouco, vai acabar devolvendo o dinheiro. Então boa sorte pra vc! espero que tudo se resolva! bjus

  5. JU que odio…e a gente que pensa que soh no nosso pais de origens estas coisas acontecem.
    Vou cruzar os dedos para pelo menos descobrirem que é esta farsante.

    Um beijo

    Meire

  6. Ju, saiu nos jornaIS sobre isso e dizem que tem uma mulher que estava no blocket…
    OLha, por quê vc nao em disse sobre compras de câmeras?a empresa em que trabalho compra câmeras e eu uso por 6 meses. Tem uma sony H7 que foi usada apenas 3 meses. A Canon 450D vai ser vendida . Nos falamos por email.
    Mas eles nao vendem por 50% do preco nao. Mas dar a NFiscal que tem garantia. Ju, eqpto eletrônico tem que se olhar, querida
    Eu dei um lance num INDESIGN CS4 DA ADOBE. O HOMEM,´¨ PEDE 20.000 COROAS E EU DISSE QUE DARIA 6000. ELE FALOU O QUE A MNULHER TE DISSE E EU FALEI ASSIM:

    OLHA, ME DÊ SEU ENDERECO QUE VOU LHE DAR O DINHEIRO FACE TO FACE.

    Apesar de nao ter o seu nivel de sueco, eu meto a cara e falo.Atendo telefones e falo.Por que essa máfia, Ju, tem alegado que houve confusao de idioma.

    Vamos nos falar por telefone. Eu vou a Esto0colmo amanha para um evento num hotel e mês que vem para um curso de fotografia. Mas nos veremos em breve.Bjs e dais felizes

  7. É bastante delicada esta situação de negocio feito assim. Se a pessoa que exigiu pagamento adiantado e não oferece nenhuma referência confiável, aí é que complica mesmo. Ofereço camisetas que pinto via Internet, mas tenho um blog já com mais de dois anos no ar, referência de pessoas que já adquiriram as camisetas e receberam sem qualquer problema, até no estrangeiro, porque trabalhamos (eu e Raquel) com pagamento adiantado, mas com muita meticulosidade. Isso é sério e fez bem em denunciar à polícia e usar o seu blog para esta publicação denúncia.
    Cadinho RoCo

  8. Ai que pilantragem te pega onde vc menos espera! Poxa vida Ju, vou ficar na torcida pra vc ter dinheiro de volta e esse povo ir parar no raio que os partam!

  9. a minha foi roubada dentro da minha casa, num assalto
    de madrugada, todos sabem quem são os ladrões ate a policia sabe e ja esta fazenso quase um ano
    e perdi a minha Nikon……………………………………………

Comments are closed.