Hábitos sanitários dos europeus

Não se assustem! Não segui ninguém por aí nem instalei cameras em benheiros de cafés da cidade (como um louco fez ano passado). O motivo do título é por causa de uma matéria que fala de uma pesquisa sobre o que os suecos mais apreciam em fazer no banheiro. Cômico! 

Na verdade, a pesquisa fala dos hábitos dos europeus no banheiro.

Um detalhe: Tanto em frances como  em sueco existem palavras distintas para denominar o local onde se toma banho e o local onde as “necessidades biológicas de segunda linha” são feitas: Badrum e Toallet (que também é o nome do vaso sanitário). Em alguns prédios e algumas casas, a casa de banho (badrum) e o toalett são em locais diferentes.

Aqui segue a reportagem:

Leem com mais frequência jornais no banheiro

Os suecos vão mais vezes ao banheiro que outros europeus para dar uma pausa do trabalho. Além disso, lemos com mais frequência jornais na “casinha secreta” e ficamos mais raivosos que nossos amigos europeus se o papel higiênico acaba. Isto é mostrado numa recente estatística da Companhia de Higiene e Floresta (SCA).

Mesmo se o banheiro público não é considerado o melhor local para os entrevistados, muitos deles arrumam um jeito para aproveitar o melhor o tempo que são obrigados a estárem la. Suecos leem com mais frequência jornais que outros europeus no banheiro, enquanto que russos combinam o dever de estar no banheiro com o prazer de falar ao telefone. 6% aproveitam o tempo para enviar email enquanto que 3% trabalham com computador enquanto estão sentados no trono de porcelana.

jornal_comput

Segundo a pesquisa da SCA, que inclui 2533 pessoas da Rússia, Inglaterra, França, Alemanha e Suécia, a aparência e a limpeza do banheiro são decisivas para que, por exemplo, uma pessoa retorne ou não a um restaurante. 25% dos entrevistados declaram que estão dispostos a deixar um restaurante direto se o banheiro estiver sujo. Para o russos e alemães, o design do vaso sanitário é extremamente importante.

No entanto, o standard dos banheiros públicos não é decisivo apenas em  restaurantes. Até os médicos precisam prestar atenção. 54% dos entrevistados disseram que não voltariam a se consultar com um médico se o banheiro da recepção não estivesse limpo. Além disso, a maioria afirma que um banheiro sujo é pior do que esperar muito tempo para ser atendido.

Em se tratando de limpeza pessoal do “visitante”, os britânicos são os que lavam mais as mãos após a visita. 19% deles lavam as mãos mais que 10 vezes por dia. Os franceses são mais preocupados com bactérias e preferem evitar idas a banheiros públicos. Por outro lado, os suecos parecem se preocupar bastante  quando precisam ir ao banheiro fora de casa.

papel_higienico

Em sua maioria, as pessoas relacionam banheiros públicos a um grande ou pequeno desconforto e preferem evitá-los. 94% deles acreditam que, num momento de grande necessidade, o importante é que exista papel higiênico em grande quantidade. 56% acham que o mais importante é que não exista papel higiênico no chão.

Caroline Thorén

  • A palavra em sueco do dia é toalettpapper , [tôalétpáper], papel higiênico

3 thoughts on “Hábitos sanitários dos europeus

  1. meiroca says:

    Cada um é realmente cada um, cada Naçao é cada Naçao.
    Aqui em casa temos o habito de ler no banheiro.

    Bjs

  2. Ai Ju.. ehehehe… Eu adorei isso, bem verdade quanto a lavar as maos, pelo menos no meio que vivo, nem se importam muito em enxuga-las e saem pingando agua para todo lado, mas lavar eh fundamental e com sabonete liquido… eheheh…
    E nao me supreendo os dados sobre franceses e alemaes.

Comments are closed.