A falta de atrito e o tomate

Foto: Andrea Kratzenberg (Stock.Xchng)

Peço desculpas pela ausência prolongada. Daqui a pouco conto um pouco da viagem para o Brasil. Agora explicando o título do post. 😛

Na verdade, queria escrever sobre o alto preço das frutas e verduras na Suécia, particularmente em Estocolmo, ocasionado pelo do inverno rigoroso que atingiu a Europa. Mas o trajeto do supermercado para casa mudou a história. Na terça, fui encontrar meu viking, que trabalha a 40 km de Estocolmo para irmos fazer compras para casa (eu estava na escola, a meio caminho do trabalho dele).

Compras feitas, partimos em direção a nossa casa. Como vocês sabem estamos no inverno. Inverno significa frio, neve e ruas e estradas escorregadias. Por isso a é necessária muita atenção ao dirigir. Dito isso, estávamos voltando para casa e meu querido viking estava dirigindo a um pouco mais de 100 km/h na auto estrada (um pouco rápido na minha opinião). Um carro a nossa frente nos impedia a ultrapassagem e um caminhão ao nosso lado.

De repente, um carro que se encontrava na terceira faixa (a da direita) resolve passar para a faixa do meio, ou seja, na frente do caminhão. A operação sai errada, o carro desliza e em vez de conduzir para frente, como todo mundo, começa a andar como se estivesse atravessando a rua (!) – se é que vocês me entendem. Foi tudo tão rápido. Lembro apenas de ver a frente do carro em questao surgir diante do caminhão e bater de frente na barra de segurança da estrada.

Foto: Jake Levin (Stock.Xchng)

O caminhão consegue frear, o carro a nossa frente até que tentou mas não conseguiu, bateu no carro atravessado ao mesmo tempo em que este batia na barra de segurança e nós, pois bem, por sorte, conseguimos frear mas estávamos esperando a batida na traseira, já que carros mesmo com pneus de inverno, responsáveis por proporcionar um maior grau de atrito do carro com o solo- se é que podemos dizer assim – deslizam como manteiga em cima do pão quente.

Por sorte, sorte, sorte, não aconteceu nada. Mas o susto ficou. Meu coração acelerou e eu fiquei tremendo. :) Detalhe importante: os números de acidentes nesta época do ano, sejam de carro ou de pedestres que escorregam andando em calçadas, são sempre elevados, justamente por conta da falta de atrito! 😕

Sim! Já ia esquecendo dos tomates! No supermercado mais barato, aliás que é onde fazemos nossas compras, é possível encontrar o quilo do tomate a partir de 32 kr (+ ou – R$ 8), do pepino por 28kr (R$ 7), da alface americana 21kr (R$ 5,30) e do alho poró por 31 kr (R$ 7,70). 😮

  • A palavra em sueco do dia é olycka [ul(yu)ka], acidente, desgraça

Ps. Sei que estou atrasadinha, mas nunca é tarde para se desejar coisas boas a todos. Então, Feliz Natal, Feliz Ano Novo e Feliz Aniversário também atrasado para mim! 😛

Reblog this post [with Zemanta]

13 thoughts on “A falta de atrito e o tomate

  1. Poxa, lembro que na Inglaterra não cansava de me espantar com os preços não apenas de frutas e verduras, mas de carne de gado também.

    Incrível como o Inverno existe desde sempre na Europa e ninguém consegue fazer pneus e estradas perfeitas para essa época do ano. Não é a mesma coisa, mas lembra um pouco as chuvas no Sudeste no Verão. O mundo sabe que vão ser fortes, mas ninguém toma providências para as cidades não virarem oceanos sujos…

    Beijos!

    • Juliana Moreira says:

      Carne aqui é artigo de luxo. Qualquer dia desses escrevo um post apenas com o preço das coisas em Estocolmo! 😉

      Quanto ao inverno, os suecos são bem preparados e caos é uma situação quase inexistente em épocas geladas. As estradas são bem limpas e preparadas para o inverno.

      O problema ao meu ver são os motoristas que além de subestimarem o frio e agirem no inverno como se estivessem no verao (aceleram bastante, fazem movimentos um pouco mais rápidos etc) não trocam os pneus necessários para o período. :(

      xero

  2. Oi Juliana, eu sou de Recife também e moro na Noruega. Por aqui também está horrível andar nas ruas, muita neve e gelo. E os acidentes também são mais frequentes nessa época de inverno.
    Eu sempre fico chocada com os preços das frutas e verduras por aqui, é tudo muito caro, no inverno e em outras épocas.
    Abraço.

    • Juliana Moreira says:

      Oi Carolina! Sabe q acho algumas coisas no verao bem mais baratas que no Brasil? Batata, alho poró, abobrinha e por ai vai.. Bom…tenho q fazer um post com preços invernais e veranis! :) Abraços

  3. Oi Ju.

    Enquanto vocês estão tendo problemas com o frio e o gelo, aqui nosso problema é a chuva.
    Não para mais de chover. Na zona leste de São Paulo existe uma rua que está alagada já faz um mês.

    Feliz 2010.

    Bjs.
    Elvira
    .-= Elvira´s last blog ..Pelas vítimas do Haiti… =-.

    • Juliana Moreira says:

      Oi Elvira,

      Sabe que minha mae disse que depois q saimos do Recife não parou mais de chover por quase uma semana inteira?! Ainda bem q Sao Pedro colaborou com nossa estada no Brasil senão nossos convidados iriam voltar decepcionadíssimos! 😛

  4. Ju, imagine seu susto :(
    Nós pegamos umas estradas com bastante gelo na Suíça e tbm na Alemanha e confesso que dá muito medo, pois o carro fica sambando na pista sem querer.
    Então, vc ficou em Lisboa????Foi uma pena, pois qdo vc me contactou eu estava na Espanha. Queria te conhecer, mas acredito que teremos outra chance.
    Bjokas

    • Juliana Moreira says:

      Viv amore,

      Pois é! Por isso q aqui existe uma prova/exercicio no gelo para tirar carteira de motorista! :)

      Andamos bastante em Lisboa na manha seguinte a nossa chegada e estava muito quente. Saimos de zero graus p 17-24 graus q fez durante nossa caminhada! hehehe gostamos muito. Foi uma pena mesmo, mas vamos sim nos conhecer em outra oportunidade. Assim espero. Ja ja deve rolar umas fotos por aqui. xero

  5. Que horror os preços de frutas e verduras aí!! acho que tá mais caro que aqui na Holanda!!
    Quanto ao inverno é menos rigoroso aqui, mas neste ano eu quase desiti….

  6. Felipe Augusto says:

    Olá Juliana, você disse que estava no Brasil, então deve ter visto o especial do Jornal da Record sobre a Suécia, se não aqui está o link: http://www.youtube.com/watch?v=LlYK5oA1gx0
    São 6 vídeos, mas no youtube só tem 5, o 4° não foi postado. Se chamad “Suécia, O Reino Verde”, fala um pouco sobre a preservação ambiental na Suécia, características e hábitos da população entre outras coisas. Gostei muito! 😀
    Tchau

    • Juliana Moreira says:

      Oi Felipe! Qdo estive no Brasil várias pessoas vieram nos falar dessa série de reportagens mas infelizmente nao vimos nenhuma. Valeu mesmo pelo link no youtube! :) Vou dar uma olhada e comentar algumas coisas aqui no blog sobre as reportagens. :)
      Abraços

  7. Coincidencia, ainda hoje escrevì pra uma amiga minha a saudade que eu tenho de ir na feira nas manhas de 6a feira e levar frutas fesquinhas e baratinhas pra casa (que duravam a semana toda, entrando em shakes todos os dias!).
    Sobre o atrito, tambèm sinto falta dele nas ruas! rs Nunca caì, mas jà tive alguns “quases”.
    Maravilha nao ter acontecido nada de ruim, e espero que tenha servido de liçao pro sr. largar um pouco o acelerador! rs
    Os pais do Erik estiveram em um acidente também hà dois meses. O carro deles saiu da pista e capotou 3 vezes. Por sorte sò o pai dele se machucou e jà està melhorando, mas passou todas as festas imobilizado e nao pode esquiar na nossa semana em Are, pecado.
    Muito cuidado e beijos!
    .-= Mariel Stupp´s last blog ..Fui Clonada!!! =-.

Comments are closed.