Sem defesa para o consumidor na Suécia

Engraçado como as coisas funcionam. A Suécia está em primeiro lugar entre os países onde os chefes de empresas são os mais legais, onde decisões são tomadas em grupo, onde existe uma maior compreensão entre os sexos e onde a cultura de chefes caracterizada de informal, com organização linear.

Imagem: Stock.Xchng

Talvez não exista nenhuma contradição ou nenhum problema entre o trecho acima e o que eu venha a escrever, mas eu consigo fazer uma ligação, mesma que rasa, entre os fatos. Penso que, de qualquer forma, a discussão é válida.

Ontem, liguei para o Procon (Konsumentverket) para pedir explicação sobre uma carta que recebi da minha operadora de telefonia móvel, Tele2, na qual consta a seguinte mensagem:

Olá,

Entre as faturas que enviamos a você descobrimos que esquecemos de cobrar uma parte das ligações realizadas durante este ano*. O valor que vamos debitar é o de xxx (sem impostos)** e será descrito na parte “Ligações realizadas na Suécia” na sua conta.

Pedimos desculpas pelo ocorrido. Caso você tenha alguma dúvida ou queira saber mais informações, entre na sua página no nisso site ou ligue para nosso serviço de atendimento ao consumidor.

Atenciosamente,

xxx

Chefe de Faturamento

Tele2 Suécia

* segundo o site da Tele2, as ligações pelas quais eles estão nos cobrando foram realizadas entre 1 de março de 2009 e 30 de março de 2010

** ao valor cobrado, adiciona-se os impostos.

Com essa brincadeirinha, vou pagar um pouco mais do dobro do que costumo pagar por mês e isso não é coisa que me deixa contente. Uma colega da universidade vai pagar mais de mil coroas, por exemplo.

Bom, liguei porque ao meu ver, a operadora não teria direito de cobrar por ligações que eu não tenho como saber se fiz. Na verdade, nem vou lembrar se fiz alguma das ligações que eles dizem que fiz e que não cobraram no tempo devido. Minha memoria de elefante não é tão grande quanto eles querem que seja!

Imagem: Stock.Xchg

O detalhe das ligações fornecido gratuitamente indica apenas a quantidade de minutos e o valor das ligações feitas entre telefones da minha operadora, entre telefones de outras operadoras e para o exterior. Caso você queira ver os números para quem você ligou, a operadora tem o direito de cobrar por essa informação.

Segundo o Procon sueco, que aqui não tem poder legal, apenas consultivo, as operadoras de telefonia tem o direito de faturar retroativamente em até TRÊS ANOS !!!!!!!! após a ligação ter sido feita. Isso quer dizer que se eu ligar para a tipa hoje e a operadora “esquecer” de faturar essa ligação para a conta do mês seguinte, ela ainda pode fazê-lo até maio de 2013. Após esse período, ocorre uma preescrição, ou seja, eles não podem fazer mais nada.

Além disso, o atendente da parte de reclamações de TV e telefonia me falou que após o pagamento das faturas, as companhias de telefone apagam do arquivo os detalhes das ligações.

Na minha conversa com o Procon, falei que esse sistema não protege o consumidor, visto que:

  1. O consumidor teoricamente não tem acesso aos detalhes das contas já que as companhias apagam os detalhes após o pagamento. Daí a impossibilidade de controlar se elas faturam por ligações já realizadas ou se apenas nos “enfiam a fatura goela abaixo”;
  2. Se caso o consumidor desejar sua conta detalhada, terá de pagar para fazê-lo.
  3. O consumidor, mesmo aquele mais econômico, não anota cada ligação feita e provavelmente nem se lembra para quem ligou no dia anterior;

Ainda falei mais uma penca de bananas de argumentos, mas ele foi claro e repetiu que a operadora tem o direito de cobrar e que eu poderia ver os detalhes da minha conta no site da operadora.

A ligação entre os fatos

Talvez, como disse, seja uma comparação rasa, mas queria estimular uma discussão. Se a Suécia luta para ser um um país de igualdade, onde a compreensão e o diálogo são algo intríseco para a construção de uma sociedade mais igualitária, não consigo ver em que ponto os consumidores, neste caso não apenas uma peça do sistema capitalista, mas cidadãos, não conseguem ser protegido pela lei quando tantos pontos mostram claramente onde a corda arrebbenta com mais facilidade. Que igualdade é essa, então?

Talvez essa ligação seja um pouco exagerada, mas foi uma das primeiras coisas que pensei quando me senti, mais uma vez, sozinha e sem defesa. :( Haja vista o caso da máquina fotográfica em que recebi uma carta da polícia no início do ano dizendo que as investigações, as quais nem foram feitas, estavam sendo suspensas. 😮

  • A palavra em sueco do dia é harm [rrarm], indignação

5 thoughts on “Sem defesa para o consumidor na Suécia

  1. Primeiro que dê a liberdade de ficar passada… lembro da história da câmera e fiquei na esperanca de ser resolvida.
    Concordo plenamente que 3 anos é muito coisa pra virem cobrar algo que não tens nem como saber se já pagasse ou não! Perguntei perplexa pro namorado aqui se já tinha acontecido com ele. Ele disse que não (é outra operadora, também), mas que a conta dele também não vem detalhada.
    Acho um absurdo justamente pela transparência que se costuma ter por aqui!
    Foge completamente do nosso poder, não fazia idéia que isso acontecia por aqui…
    Isso me lembra quando, por meses, um jornal da rede Globo debitou no meu cartão a mensalidade dele, até eu me dignar a ir no banco descobrir o que era aquela taxa sendo descontada. Nunca nem dei meu número de cartão pra eles (o que eles juram que eu dei mas nunca ‘acharam’ a ligacão gravada pra me mostrar), e o Banco do Brasil me diz que tem algumas empresas que podem cobrar sem que a gente libere o pagamento! Acredita numa coisa dessas?
    Bom restinho de semana e desejo pra toda a Suécia o calor de Luleå! rsrs
    .-= Mariel Stupp´s last blog ..Loucuras de São Pedro e formatura sueca =-.

  2. Realmente se querem ser ser um país de igualdade de fato, devem olhar melhor onde tudo termina(normalmente em nós consumidores)

    Uma pena esse caso, pois sabemos desse sede de “sociedede igualitária” que o país persegue, mas que em alguns momentos ficam bem a desejar.

    Bjos Ju!
    .-= Vivi´s last blog ..Pensando na vida… =-.

  3. Lembrei de ti vendo TV, passou acho que no jornal do SVT sobre consumidores com problemas com a Tele2. Só não entendí se foi o mesmo problema teu ou se esses a Tele2 simplesmente colocou na conta sem mandar a carta que recebesse… mas vale a pena dá uma olhada pra ver se tem saída pra ti junto com eles!
    .-= Mariel Stupp´s last blog ..Extra extra! =-.

    • Juliana Moreira says:

      Mari, foi o mesmo problema sim. Eu vi a reportagem. Saiu tb no DN. O pior de tudo é q so mostram o q aconteceu, mas como tudo está dentro da lei, não da p fazer nada. :(

Comments are closed.