Feminismo, aborto e concurso de blogueiras

Uma passada rápida para dizer que estou participando da segunda edição do concurso de blogueiras, organizado por Lola, uma blogueira super ativa e antenada. O tema desta edição é feminismo e o texto com o qual estou concorrendo é sobre A Suécia e a questão do aborto.

Ainda não tive tempo de ler todos os posts que estão concorrendo, mas convido vocês a passar no blog de Lola, onde é possível encontrar os links para os textos escrito por todas as meninas, e claro, votar. 😉 Faltam apenas 12 dias para ler, refletir e deixar seu voto na urna virtual de Lola. Claro que ainda dá tempo. Vai lá!

Solstício de inverno e suas tradições

Dia 21 de dezembro é quando acontece o solstício de inverno, ou o dia mais curto do ano, no hemisfério norte. A partir do dia 22, começamos a ganhar minutos diários de luz.

Hoje, o DN publicou uma matéria mostrando que você pode medir o ângulo do sol dependendo de onde na cidade você se encotrar quando o sol nascer. Em um gráfico gigante  (clique na foto abaixo para vê-la ampliada) eles mostram o ângulo do sol em várias partes da cidade; explicam quando o dia é mais longo, curto e quanto o dia e a noite possuem a mesma quantidade de horas;  qual o ângulo da Suécia de acordo com o eixo da terra e te ensinam a descobrir o ângulo exato que o sol terá a partir do local onde você estiver com ajuda de uma pequena régua.

Segundo o gráfico, em Estocolmo, no dia 21 de dezembro, temos apenas 6 horas 05 minutos de luz solar por dia, enquanto que na data em que o dia é o mais longo do ano, a luz do sol ilunina a cidade durante 18 horas e 38 minutos.

Este mesmo gráfico mostra que em março e em setembro temos os chamados Vårdagjämninig e Höstdagjämning, respectivamente dias iguais durante a primavera e outono, 12 horas e 14 minutos.

Motivo de festa

A pequena reportagem que segue o gráfico  é iniciada com a constatação de que até dia 21 de dezembro de 2008, a luz do sol invernal só iluminou Estocolmo durante 7h (contra 33 h que seria normal para todo o mês de dezembro), ou seja, está sendo um mês bastante cinza ou escuro.

(Infelizmente a reportagem nao foi publicada na versão online, por isso não tenho como direcionar à fonte.)

sols_dn

Reprodução do gráfico do jornal

Nela, consta que perto do ano 1000, o dia do solstício de inverno era comemorado com festa, cerimônia e orgias. Reproduzo abaixo a interessante reportagem:

A antiga crença popular diz que o dia do solstício de inverno era considerado uma noite perigosa onde os animais podiam falar além de forças sobrenaturais vagarem livremente.

Na Escandinávia antes do cristianismo, o meio do inverno (midvintern) era associado a festas religiosas de sacrifícios humanos e animais (chamado de midvinterblot). Os sacrifícios animais serviam para acalmar os deuses os quais permitiriam que o sol retornasse. Na verdade, existia um medo que a luz nunca mais retornasse caso o solstício de inverno não fosse comemorado desta forma.

Algo deveria ser sacrificado este ano para que os moradores de Estocolmo pudessem vislumbrar um pouco de sol antes da virada do ano. Segundo o meteorologista Thomas Carlund, på SMHI [Sistema de meteorologia e hidrologia da Suécia], o sol só iluminou a capital durante 7 horas em dezembro. [existe uma diferença fundamental entre horas de sol e horas de luz]. Durante os meses de Outubro-Novembro houve 111 e 61 horas de sol (em vez de 99h e 54h) respectivamente.

Os vikings tinham como costume fazer três grandes festas religiosas de sacrifícios durante o ano (höstblot, vårblot e a maior de todas midvinterblot, respectivamente festa de sacrifício do outono, primavera e a do solstício de inverno) onde, entre outras coisas, acontecia uma grande ingestão de cerveja e um tipo de licor alcoolico de mel fermentado e água (mjöd em sueco e mead, em inglês).

Uma outra antiga tradição era queimar um tronco bem decorado durante a noite mais longa do ano. As cinzas eram guardadas para serem espalhadas no campo para que as plantas tenham um bom crescimento.

Amanha, dia 21 de dezembro, será inaugurado na Dinamarca um cemitério exclusivo para todos aqueles que acreditam nos deuses vikings (asatroende). A cidade de Odense está investindo 150 mil coroas no projeto além de construir um barco no modelo da época viking de pedra no meio da cidade. Por tras do projeto está comunidade religiosa Forn Sidr a qual possui 600 membros crentes nos deuses vikings (asatroende).

No solstício de inverno o terreno será “batizado” e apenas dia 7 de fevereiro é que será oficialmente inaugurado. Provavelmente levará um tempo para que o primeiro enterro aconteça já que a maioria dos membros da comunidade asa ainda são ainda jovens. As sepulturas são auto-financiadas e custam 8 500 coroas dinamarquesas [aproximadamente R$ 3 800] para a conservação de 10 anos.

Na Internet, se proliferam vários mitos e tradições relacionados com o dia mais escuro do ano. Dentre elas, um site internacional estimula mais amor neste dia. Isto não é nenhuma idéia idiota

Per Luthander – DN jornalista”

  • A palavra em sueco do dia é vintersolståndet , solstício de inverno

Notinhas da terra viking 01/08

  • Svalbard Global Seed VaultImaginem uma arca de Noé mas que em vez de animais pudéssemos guardar todos os tipos de sementes que conhecemos na face da terra. Pois isto já virou realidade e fica aqui na Escandinávia. A Noruega, em parceria com a ONU, inaugurou na última terça-feira, no arquipélago de Svalbard, cravada numa montanha no círculo polar ártico, a Caixa Forte Internacional de Sementes (clique na foto para ver ampliada), a qual está sendo chamada de “cofre do fim do mundo”.

    A construção visa abrigar sementes de todas as variedades com valor alimentício oriundas de todas as partes do mundo e salvaguardar a agricultura mundial em caso de catástrofes (guerras, mudanças climáticas ou ataques nuclerares). Segundo o release distribuido para a imprensa (também disponível em links logo abaixo) a baixa temperatura e uma taxa baixa de umidade irão garantir uma atividade metabólica reduzida das sementes que poderão ser conservadas por séculos ou mesmo, em alguns casos, milênios. Nessas condições a cevada, por exemplo, pode ser conservada 2000 anos, o trigo 1700 anos e o sorgo cerca de 20 mil anos.

    O Brasil através da Embrapa foi convidado a contribuir com o projeto. O banco genético brasileiro da Embrapa fica localizado em Brasilia e possui mais de 100 mil amostras de espécies vegetais de importância sócio-econômica.

    Para saber com mais detalhes sobre o projeto existem materiais oficiais publicados em inglês, francês em italiano, alemão e espanhol. (os dois primeiros links são pdf, o das outras línguas levará ao site onde será possivel acessar links para os respectivos idiomas).

    Vocês podem ler mais sobre o que está sendo feito no mundo para a segurança alimentar no site da fundação The Global Crop Diversity Trust.

    sol1sol1sol1sol1sol1sol1sol1
      • Nem tudo o que é loucura se limita à terras tupiniquins. Semana passada foi publicado no jornal sueco que um homem foi preso por ter tido relação sexual com uma bicicleta. Sim, podem acreditar! O carinha foi preso depois de uma denúncia na qual a proprietária da bicicleta afirma tê-lo visto tendo relações com seu veículo de transporte.

        Existem provas materiais para provar que o rapaz estava em plena atividade com a magrela. Na central de polícia o homem confessou o ato e ainda declarou que se sentia excitado ao sentir o cheiro do guidom (a barra com punhos da bicicleta)

      • A palavra em sueco do dia é frö [fr(oe)], semente

        Estocolmo em números

        Há um tempo escrevi aqui algumas curiosidades sobre Estocolmo e Suécia que havia descoberto em vários sites e reuní tudo o que consegui num só post. Pois bem, achei que já estava na hora de dar mais dados sobre a cidade e mexendo um pouco lá e acolá encontrei várias coisas bem legais com informações bem pontuais. Enfim, vamos lá…

        • Estocolmo é a capital da Suécia e assim como Copenhague, na Dinamarca, são consideradas as maiores capitais da Escandinávia (Suécia, Noruega e Dinamarca) e também entre os Países Nordicos (Escandinávia + Islândia, Finlândia e os territórios associados Åland, Grönland e Färörna).
        • Estocolmo foi fundada na metade do século XIII (por volta do ano de 1250)
        • As mais antigas construções datam do início do século 13: Storkyrkan (A grande igreja) e Riddarholmskyrkan (A igreja de Riddarholm)
        • As mais altas contruções : Kista Science Tower (158m), Kaknästornet (155m), Klara Kyrka (116m) e Stadshuset (a prefeitura – 106m). A mais alta construção do país tem 190 metros de altura, chama-se Turning Torso e está localizada em Malmö. Existe um projeto em se construir um prédio para moradia de 200 metros em Estocolmo (Telefonplan).
        • O prédio da prefeitura (Stadshuset – foto) foi inaugurado no dia do midsommar em 1923 após 12 anos de construção. Possui em sua fachada cerca de oito milhões de ladrilhos/tijolos aparentes. Por detrás desses muros existem escritórios, salas para reuniões e para festas. Trabalham no prédio em torno de 200 pessoas, entre eles políticos e homens/mulheres de negócio. É no Blå Hallen (salão azul) que acontece o famoso banquete do prêmio Nobel, 10 de dezembro.
        • Desde janeiro deste ano a cidade passou a ser dividida em catorze partes (em vez de 18) as quais são responsáveis por diversos serviços para a comunidade tais como questões locais sobre meio ambiente, serviços sociais, cuidados geriátricos, limpeza de vias públicas, entre outros. A cidade decide sobre a divisão da verba entre as partes e estas aplicam onde acharem necessário.
        • A cidade possui 28 paróquias (Aqui filhos de pais filiados a igreja sueca são automaticamente membros. Uma porcentagem do salário já é descontada no contra-cheque e te da direito a casar, batizar, entre outras coisas, o velório e o funeral)
        • Estocolmo é cidade-irmã de Tallin, na Estônia (o conceito de cidades-irmãs foi criado na década de 50 com intuito de apaziguar rancores após conflitos que atingiram a Europa além de facilitar relações internacionais, sobretudo, relações sócio-culturais)
        • Parques e áreas verdes: Cerca de 40% da cidade de Estocolmo é constituída por regiões verdes e belos parques (38 no total). Os 60% restantes são divididos quase que igualmente entre água e locais destinados para habitação.
        • Existem 52 clubes de golf em Estocolmo (agora posso entender a fixação do namorado de Ana pelo esporte)
        • A cidade possui em torno de 100 galerias de arte e 70 museus
        • Ekoparken (O parque ecológico – foto) é o nome do Parque Nacional de Estocolmo. A cidade se orgulha por possuir o primeiro parque nacional do mundo a ser pertencido pelo Estado.

        .

        • Estocolmo está a altura do seu nome. A cidade é construída sobre 14 ilhas ligadas por 57 pontes (O nome Stockholm é formado da junção de duas palavras. Stock que significa tronco de madeira e Holme que significa pequena ilha. Supõe-se que o nome vem de um dispositivo de defesa construído de estacas de madeira que existia entre o Mälaren (nome do rio) e o Saltsjön (nome do lago))
        • O arquipélago de Estocolmo tem cerca de 24 mil ilhas e ilhotes.
        • A cidade de Estocolmo possui 188 km2, o que significa 2,9% de toda a região metropolitana
        • É a cidade que possui a maior população do país: 782 885 mil habitantes (dados de 2006). Se contarmos com os subúrbios esse número cresce e atinge a marca de 1 252 020 moradores. Já região metropolitana conta com 1 761 125 pessoas
        • O dia mais longo na cidade tem duração aproximada de 20 horas e 37 minutos. Em contrapartida, o mais curto é de 6solen.jpg horas e 4 minutos. Vocês podem verificar no almanaque 2007 do Instituto de Meteorologia e Hidrologia da Suécia (SMHI)
        • A mais alta temperatura já registrada em Estocolmo, a partir de 1901, foi de 35,4 graus (isso para cá já é um inferno de quente), dia 6 de agosto de 1975. Mas em 1811, o mercúrio chegou a 36 graus. Por outro lado, a mais baixa é de -28,2 graus, dia 25 de janeiro de 1942.
        • Segundo a Central de Estatísticas sueca, um estocolmense (?) médio ganhou em 2006 em torno de 27 700 SEK/mês (em torno de R$ 7 660,00) e tem 1,36 crianças na familia. A diferença entre os sexos é grande. Enquanto um homem ganha em média 33 700 SEK/mês (independe da profissão – é só uma média), uma mulher ganha 26 100 SEK/mês. Aqui vocês podem fazer o cruzamento das informações para saber sobre anos anteriores
        • O diretor Ingmar Bergman nasceu em Uppsala, região metropolitana de Estocolmo. Greta Garbo nasceu e está enterrada no Skogskyrkogården (O cemitério da floresta), na capital. A cidade disponibiliza aqui um formulário para aqueles que querem saber quem está enterrado em um dos 11 cemitérios de Estocolmo e a quem pertence o túmulo. Muitos dos turistas que visitam a Suécia querem saber onde artistas e pessoas importantes do país estao enterrados. Bergman está enterrado na ilha de Färå, onde viveu até seus últimos dias.
        • Distâncias:

        Estocolmo -Malmö (sul) – 591 km

        Estocolmo -Göteborg (oeste) – 477 km

        Estocolmo – Kiruna (norte) – 1240 km

        • Linhas de ferry: É possivel ir de barco a cidades como Tallin, Helsingfors, Mariehamn, Åbo, Riga, Gdansk, San Petersburgo e Visby
        • A cidade possui dois aeroportos: o Internacional Arlanda e o de Bromma
        • Transporte: SL (Stockholms lokaltrafik) é o responsável pelo transporte local (ônibus, metro) e SJ (Statens järnvägar) pelo intermunicipal/estadual (linhas de ferro).
        • Principais vias: Sveavägen (centro) e as auto-estradas E4, E20 e E18
        • A palavra em sueco do dia é siffror [síffror], números