Nationaldagen muito quente

Sei, estou um dia atrasada. O dia nacional da Suécia (nationaldagen) foi ontem, 6 de junho, mas só agora dei uma parada na minha dura vida de camponesa em Kopparberg para voltar ao mundo virtual. Aliás, é bom dizer que a temperatura está muito alta. Os neurônios estão fervendo, não de problemas, mas de calor mesmo.

No seu dia, a Suécia além de comemorar com tiros de canhão e vários balões azul e amarelo (cores da bandeira nacional) no céu de Estocolmo, pode ficar contente com a marca de temperatura mais quente da Europa (segundo o que foi divulgado no jornal ontem a noite)! Sim! Para aqueles que pensam que moramos 365 dias do ano na geleira, se engana. Aqui quando é quente, é quente mesmo!

Já aqui em casa (quer dizer, na casa de campo da sogrinha) não comemoramos nada. Trababalhamos duro no terreno que estava cheio, mas muito cheio de mato, para deixar limpinho e poder plantar, como fizemos ano passado. No final do dia nos contentamos com um churrasquinho de salsichas! 😉

Estou cansadinha. Aqui ainda tem muito o que fazer antes de partir para um fika na casa de Nick! 😀 Hoje a noite encontraremos alguns amigos do meu viking para jogar brännboll, um jogo que lembra muito baseball mas muito divertido, e fazer um churras de leve.

Sobre minha viagem para o Brasil, pof!, ainda não arrumei mala alguma. Também não estou muito preocupada com isso. Quem tem direito apenas a 15 kg de bagagem não pode se dar ao luxo de “fazer malas”. Amanhã às 16h parto de Estocolmo em direção à Skavsta. Aí sim, comecará minha peregrinação.

Para quem quiser refrescar a memória, escrevi aqui ano passado sobre o dia nacional da Suécia, uma explicação para a comemoração da data assim como desde quando virou feriado nacional no país.

Foto: Maja Suslin/Scanpix – DN
  • A segunda palavra em sueco do dia é varm [várm], quente